© 2020 Benfica Independente

Contacto:

  • Branco Facebook Ícone
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
leaderboard.gif

Crónica Dinamo 1-0 Benfica

Vamos lá falar do jogo que ninguém quer ouvir falar.


O Benfica ontem perdeu pela primeira vez em competições europeias na era Lage. Com 4 surpresas e 4 jogadores “Made in Seixal", o Benfica alinhou com Odysseas na baliza, Corchia, Rúben Dias, Ferro e Grimaldo no quarteto defensivo, Florentino e Gabriel no meio campo, Gedson e Krovinovic nas alas, e João Félix com Seferovic na frente.


Depois da grande vitória contra o Porto na Liga NOS, o Benfica apresentou-se na Croácia com um futebol pouco vertical e as individualidades não ajudavam, como por exemplo, Krovinovic e Gabriel que foram uma nulidade neste encontro.


Aos 7 minutos o Benfica teve a primeira (e única) oportunidade flagrante de golo por parte de Grimaldo permitindo a defesa do guarda redes dos croatas.


Se o jogo já estava complicado, aos 35 minutos piorara, Seferovic lesionou-se na virilha, entrando assim Cervi já que o Benfica não apresentava avançados no banco, já que Jonas ficara em Lisboa.


Uns minutos depois da saída do sérvio, o Dinamo Zagreb chega ao golo por intermédio de uma grande penalidade. Dani Olmo em uma transição é parado em falta na grande área por Rúben Dias. Petkovic chamado a marcar, não vacilou e inaugurou o marcador.

Ainda antes do intervalo, o Dinamo tinha mais oportunidades de golo do que o Brnfica, tendo ameaçado a baliza de Odysseas algumas vezes.


Chegada a segunda parte e nenhum dos treinadores mexeram nas suas respetivas equipas.


O Dinamo, assim como na primeira parte, fez o que lhe competia, “deu" a bola ao Benfica, baixou o bloco e encurtou o espaço entre-linhas. O Benfica que não estava nos seus dias, continuava com o jogo lento e de paciência não conseguindo criar pelas alas, Krovinovic e Cervi estavam num dia péssimo e juntando Gabriel, três exibições completamente terríveis, com bastantes perdas de bolas e falhas de passe.


Já depois das entradas de Rafa e Zivkovic, o Benfica continuava sem ideias coletivas, tanto por individualidades como pela excelente exibição do Dinamo.


Até ao final da partida, o Benfica não conseguiu criar mais oportunidades de golo, à ikagem do que tinha acontecido no jogo todo.


Destacar pela negativa: Cervi, Krovinovic, Gabriel e João Félix que estiveram muitos furos abaixo do exigido para este jogo.


Destacar pela positiva: Florentino, Corchia, Ferro e Odysseas, sendo estes os melhores em campo por parte do Benfica.


Segue-se agora o jogo em casa contra o Belenenses onde o Benfica procurará reagir a este desaire a contar para a Liga Europa.