leaderboard.gif

Esta mensagem é para ti

Acabou a luta eleitoral e a maioria dos sócios validou Luís Filipe Vieira. E eu pergunto-me. O que foi validado? Foi a venda de João Félix, foi o, mais distante, primeiro tetra do clube, ou o ainda mais distante centro de estágio do Seixal. Ou então, por outro lado, foi o mais recente apertão de pescoço a um sócio numa AG ou, ainda, a tentativa de OPA ilegal que visava, com dinheiro do clube, enriquecer um amigo e parceiro de negócio de Vieira?

Espanta-me – ainda me espanta – que, aqui chegados, os votantes de Vieira usem o centro de estágio do Seixal, edificado em 2006, como sinal da obra e da gratidão que lhe devemos.

Mas, e o mal que nos faz, que peso tem?

Uma tentativa de OPA fraudulenta, em que o Benfica despenderia 5 euros por cada ação em bolsa, 3 acima do seu valor de cotação, quando o clube já é detentor da maioria do capital da SAD, e por isso, tem o seu controlo. Como tal, este investimento, desnecessário para o clube, preparava-se para o fazer perder 35 milhões e “oferecer” 11 milhões de lucro ao acionista individual, amigo de Vieira. Felizmente a OPA foi reprovada, porque ainda há quem regule estas coisas.

Eu pergunto, vocês, que elegeram Vieira, sabem que o vosso voto também validou isto?

Mas validou mais.

Validou o arguido da Operação Lex – vou citar apenas este caso judicial por uma questão de economia de caracteres e redundância de tema- que prometeu um cargo no nosso clube em troca de um favor judicial.

Eu pergunto, vocês, que elegeram Vieira, sabem que o vosso voto também validou isto?

Mas posso, também, falar aqui nos inúmeros erros na gestão desportiva recente. Sim, vocês também validaram um penta perdido depois de um plantel delapidado.

Mas validaram mais.

Validaram dois títulos perdidos para um clube intervencionado pela UEFA e que acaba de registar prejuízos superiores a 100 milhões de euros. E que, entretanto, nos retirou a possibilidade de conquistar, ainda, mais uma Taça de Portugal. A esse propósito, Luís Filipe Vieira, no seu reinado, levantou 3 taças de Portugal. Vocês também validaram isto.

Mas validaram mais.

Validaram um candidato que usou a sua posição de Presidente para se recusar a debater. Usou o seu poder para impedir tempos de antena dos outros candidatos no canal do clube e que usou um treinador para funcionar como seu escudo e agente de propaganda, em plena campanha, e que, até no dia eleitoral resolveu usar o seu palco mediático para fazer chantagem emocional com os sócios.

Em suma, vocês validaram um individuo que lida mal com o contraditório e a democracia.

Validaram um Presidente sem histórico de benfiquismo, que não se emociona com o clube – apenas com as lembranças de benfiquismo do seu pai -.

Validaram um Presidente sem qualquer empatia pelo ecletismo do clube, que não se importa com o facto de, por exemplo, o andebol ter apenas 1 título de campeão nos últimos 30 anos. Nem ele se importa nem vocês, desculpem-me que vos diga.

E desculpem-me mais uma vez, mas vocês, os que validaram Vieira, são cúmplices. São cúmplices deste Benfica: clientelar, sem alma, paixão e identidade.

Vocês são cúmplices do Benfica das negociatas, das influências e dos favores.

Vocês sonharam com uma espécie de Pinto da Costa e identificam-no no bafio de Vieira. Vocês estão a matar o Benfica da minha infância e, colateralmente, estão a continuar a contribuir para contaminar o futebol e o desporto português.

Mas, vocês também são culpados. São culpados por terem permitido a continuação do sequestro de um clube que hoje não emana, desde as suas esferas, qualquer emoção, apenas plasticidade.

E não me venham dizer que não havia uma alternativa credível. Desta vez havia. Havia uma alternativa credível, tanto no que diz respeito às competências de gestão, quanto ao projecto ou ao passado de benfiquismo.

Deixem-se de tangas, desta vez vocês foram culpados deste estado de coisas em que continuamos e, desculpem-me mais uma vez, mas a grandiosidade do benfiquismo só se manifesta na plenitude, se este estiver a par de uma idêntica grandeza moral. Onde ficou a vossa?

É que a do Benfica, pelo qual me encantei na infância, foi sonegada em 1994 e, continua hoje desaparecido. Esse Benfica poderia ter renascido nestas eleições, mas vocês não deixaram. E eu não vos perdoou. Nem sei se algum dia vos perdoarei…


▶ Texto enviado pela benfiquista Gonçalo Mendes.


Queres publicar um texto no nosso site? Envia por email ou pelo formulário do site.

NOTA: A opinião aqui transmitida é da inteira responsabilidade do seu autor e não representa, necessariamente, a opinião do Benfica Independente.

© 2020 Benfica Independente

Contacto:

  • Branco Facebook Ícone
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram