© 2020 Benfica Independente

Contacto:

  • Branco Facebook Ícone
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
leaderboard.gif

A culpa é nossa

Vem este texto a propósito da mais recente vitória do Sport Lisboa e Benfica sobre o Desportivo das Aves, na qual os encarnados muito sofreram e venceram por 2-1 um adversário que, sejamos francos, pouco parecia ter para oferecer. Mas ainda bem que trouxe dificuldade acrescida ao jogo. Entre tantos outros motivos, serve para que o espectáculo tenha maior interesse e, sobretudo, para que o Sport Lisboa e Benfica não durma na sombra da sequência de vitórias que actualmente ostenta e recorde que cada jogo vencido é um jogo a menos na lista de batalhas rumo ao 38.


Mas a crónica do jogo jogado, essa, deixo-a para os mais entendidos.


Este jogo, após o final do mesmo, voltou a gerar aquilo que apenas as vitórias do Benfica conseguem gerar: alegria imensa (e alívio!) em 6 milhões de pessoas, e uma frustração e destilar de ódios e disparates imensos por parte de adeptos rivais. Unidos num propósito maior de que o bem-estar dos próprios clubes que apoiam (?) estes adeptos abraçam juntos a missão de pôr em causa todo e qualquer ponto conquistado pelo Benfica.


O expoente máximo desta postura tem reflexo nas figuras que diariamente opinam nos mais diversos espaços de comunicação onde insistem em fazer dos adeptos de Porto e Sporting aquilo que não são: burros.


O expoente máximo dos expoentes máximos é a figura do director de comunicação do Porto (e seus "adjuntos"). Segundo li esta semana, Janeiro leva 13 dias e esta pessoa publicou até ao momento 16 posts nas redes sociais. Destes, 15 sobre o Benfica.

Está mais que explicada, para quem ainda duvidasse, qual a utilidade deste cargo naquela estrutura. No Sporting existiu num passado recente cargo similar, cujo responsável, apesar de actualmente votado ao esquecimento, espero que possa um dia responder por tudo o que disse e fez. É incompreensível como a Liga pactua com a existência deste gente que orbita à volta do planeta Futebol afundando-o na lama e na podridão, sem qualquer interesse por um jogo mais limpo e cordial, sem qualquer interesse que não seja criar barulho, suspeição e ódio.


Calma, que no Benfica também os temos.

Mas também é incompreensível que Federação e Governo pactuem com a Liga neste olhar-para-o-lado. Numa era onde somos actuais campeões da Europa em futebol 11 e Futsal, campeões do Mundo em futebol de praia, temos os melhores treinadores do Mundo, melhor agente, melhor jogador do Mundo nestas 3 modalidades, continua a ser permitido este continuo rebaixamento da competição. Se a Liga não aproveita este momento para exportar o produto "Futebol Português", quando o vai fazer? De que tem medo o seu presidente? Ou de quem?

Vivo em Espanha e aqui, simplesmente, não se fala de futebol português! Não tem interesse, ninguém quer saber, ninguém perde tempo. Alguém na Tailândia vai acordar às 04h para ver um Gil Vicente - Belenses SAD? ISTO é que devia preocupar a Liga.


Exigem-se medidas urgentes contra este tipo de comunicação assassina. Assassina do Futebol, do espectáculo, da sã convivência entre adeptos e, porque não assumir, dos lucros que o futebol gera e dos quais se alimenta. Dos quais esta gente se alimenta! Eles não querem saber. Amanhã dedicam-se a outra coisa e vem outro para o seu lugar. 

Entretanto foram metendo o pão na mesa, mas os danos, esses, ficam. Eles não se preocupam se o seu clube voltar a ser patrocinado por uma empresa de azulejos ou por uma marca de queijo amanteigado, sempre e quando o Benfica perca os actuais patrocínios (valores económicos à parte, existirão poucas combinações no panorama actual do futebol tão apetecíveis como Adidas/Emirates).


Eles não se preocupam em serem adeptos de um clube que escreveu as páginas mais negras na história do Futebol, com repercussão nacional e internacional, com as consequências que todos conhecemos: uma assumpção de culpa, com a vergonha de saberem que apenas por meras formalidades não foram aceites em tribunal as provas que, num terceiro intento, os enviariam para a 2ª Divisão.


E a culpa de tudo isto é nossa. É dos adeptos. É das pessoas que religiosamente pagam os seus RedPass, é das pessoas que religiosamente assistem aos jogos nos estádios em casa e fora, que religiosamente se juntam ao domingo no Café Central da aldeia para ver o jogo. A culpa é de quem ainda dá clicks nestas insinuações assassinas que publicam os sites desportivos, a culpa é de quem, involuntariamente, permite que vá existindo dinheiro para pagar a esta gente.


No dia em que os adeptos faltarem ao jogo e faltarem aos clicks, nesse dia pode ser que o presidente da Liga perceba que o importante somos nós, são os adeptos.

E que essa gente tem de ser expulsa. Para sempre.

Até lá, a culpa vai ser sempre dos adeptos.


▶ Texto enviado pelo benfiquista André Pessoa.