leaderboard.gif

A loucura de Lage

Admito: quando vi o 11 escalonado para o jogo de ontem no autoproclamado inferno turco, temi. Não porque o adversário fosse grande coisa, já os tinha visto jogar e era tudo feito à base do físico e jogo directo, mas porque a nossa equipa apresentava muitos elementos que até agora não tinham sido opção ou estavam a fazer a sua estreia nesta competição. Tinha tudo para correr mal,certo? Errado.

▶ Na defesa foram chamados dois laterais que até ao momento não tinham sido opção, Yuri e Corchia, e outro que está a dar os primeiros passos, Ferro. ▶ No meio-campo tínhamos 2 jovens de 19 e 20 anos a ocupar o centro do terreno, Florentino e Gedson, e 2 extremos que estão a fazer uma temporada abaixo das expectativas. ▶ A baliza e o ataque foram os únicos sectores que mantiveram os jogadores que têm vindo a jogar nos últimos tempos. ▶ Corchia, Florentino, Gedson e Ferro marcaram pontos, os outros nem por isso.

Quantos de nós, treinadores de bancada, faríamos tantas alterações para um jogo desta importância e pressão? Provavelmente muito poucos. Mas Lage fê-lo sem hesitação. É louco? Não, confia no seu trabalho e no processo de jogo que implementou. Não se tratou de uma decisão de última hora, irracional e irresponsável, a sua convocatória deixava bem claro que este jogo seria dos jogadores que têm participado menos, e se ainda subsistiam dúvidas acerca da qualidade do nosso treinador elas ficaram totalmente dissipadas ontem: Lage tem plena confiança no que faz, ganhou definitivamente o balneário e tem tomates do tamanho da Lua!

Quanto ao jogo em si, foi mais uma demonstração cabal que o treino é tudo no futebol e que uma equipa organizada, solidária e comprometida colectivamente pode aspirar a tudo, mesmo quando todas as probabilidades estão a favor do adversário. Os nossos rapazes (média de idade de quase 23 anos) mantiveram-se sempre unidos e tranquilos, mesmo quando os turcos apertaram com recurso a um jogo extremamente físico, e deram um passo muito seguro rumo aos oitavos da Liga Europa.

E agora? Depois de 9 vitórias em 10 jogos, com a única derrota a acontecer da forma que todos sabemos, com direito a duas vitórias concludentes frente aos lagartos, 10-0 ao Nacional e vitória na Turquia com uma equipa de segundas escolhas e jovens, que se pode esperar senão o céu?

Avança, Lage, tens o teu exército atrás de ti!

© 2020 Benfica Independente

Contacto:

  • Branco Facebook Ícone
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram