leaderboard.gif

Benfica: Defeito ou Feitio??

Agora, após mais uma derrota com o nosso maior adversário Porto, passadas umas boas horas já boas, posso agora pôr a mão na consciência e ver o que leva o Benfica até aqui! Vários pontos ou ideias vêm-me a cabeça e gostava até que alguém me ajudasse a perceber tudo isto. Até porque neste momento a única certeza que tenho é que tenho uma mão cheia de nada.

Vou tentar começar pelo princípio (ou penso eu que seja o princípio.)


Esta equipa, depois de ter gasto uns bons milhões, em treinador e jogadores, continua a não mostrar o triplo que deve jogar ou o triplo que nós esperávamos... Mas aí vem a minha primeira pergunta. Quem preparou o plantel? Quem o preparou, em que é que se baseou para o fazer? (Milhões?? Posições?? Número de jogos?? Benfiquismo?? Quadrinhos de sistema??)


Para mim, o plantel do ano passado, já era o melhor da liga e, olhando às contratações desta temporada, continuávamos a ter o melhor plantel, mesmo sem contratarmos, precisando apenas retocar algumas posições que já todos sabem! Se me perguntarem, se eu gastaria todo este dinheiro gasto para contratar? Não, de certeza! Não só devido ao momento em que o mundo atravessa, mas também porque não era preciso. Existem outros jogadores no mercado que se calhar poderiam dar tanto ou mais, por bem menos! Comparativamente, o nosso rival foi jogar contra nós com um plantel de baixo custo e de nível médio, mas de nível elevado em questões de vontade e "raça"! Ou seja, esperaríamos nos que para o jogo que passou que esses jogadores de milhões conseguissem fazer a diferença, mas tem-se visto de tudo menos isso até agora nesta época!


Mas quem tem mais culpa nisto tudo??


Opinião, todos os intervenientes têm um pouco de culpa de tudo o que está a acontecer! Todos os sócios e adeptos querem ver o Benfica a ganhar mas, quando têm treinadores que apostam verdadeiramente na formação, não têm a paciência devida para dar tempo a equipa maturar, e por vezes a quando de más exibições queremos que o treinador saia, esquecendo o projecto e que as equipas precisam de rotinas! Vejamos que os dois últimos treinadores tiveram lá, ganharam, bateram recordes e quando lançaram os miúdos da apregoada formação todos festejaram. Quando estes saíram, festejaram, quando novos jogadores vieram o futebol por vezes decai e começam as críticas! O que, percebendo, devido a exigência do manto sagrado, contextos diferem... Não se pode julgar um treinador pelo mau futebol quando saem Renatos e entram Filipes Augustos! Nenhum treinador sobrevive a isto...


Depois os treinadores têm culpa pois submetem-se a quem dirige o clube e o que lhes é pedido e fazer muito com pouco! Já tentaram fazer omeletes sem ovos e sem fogão e frigideira??? A situação é mais ou menos a mesma!!! Aí deveria haver um plano a 3-4 anos, para jogadores na equipa A olhando ao potencial... Jogadores são para ser vendidos dando o retorno financeiro, é certo, mas desportivo financeiro! E contratos servem para proteger nas as partes, sendo que estes têm de ser respeitados. Até nisto levamos lições de moral de adversários basta olhar a Marega que foi afastado por não estar com a cabeça na equipa! É assim... Há extremismos e há que perceber onde está o razoável e se funciona num sítio porque não funciona no outro??

Os jogadores são donzelas? É-lhes dada a importância que não têm?? Mas então quem orienta o clube? Essa orientação é feita de fora para dentro ou de dentro para fora?? O que leva ou não aos jogadores para deixar de fazerem o seu trabalho?? Custa-me aceitar que os treinadores q ganham campeonatos com certos jogadores, no ano seguinte estes desaprendem e ninguém a cima faz nada!! Aliás, faz despedir o treinador... Se por um lado, gosto imenso do trabalho extra futebol de Rui Vitória, consigo aceitar até que em futebol jogado tinha os seus momentos a verdade é que em duas épocas ganhámos. E ganhámos com jogadores importantes a sair, após a entrada de um novo treinador, após guerrilhas entre o presidente e antigo treinador, pré época super mal orientada, e ainda lesões! Como? Com uma aposta vincada na formação.. Todos com a sua janela, como RV sobre disse "o cavalo passa a porta e quando passa ou vais ou ficas!" E nessa visão, no primeiro ano, Ederson, Lindelof, Nelson Semedo e Guedes apareceram! Não voltando para o banco após regresso de jogadores mais comentados na equipa A! Digam o que disseram isto são oportunidades reais... E verdade perdíamos tbm com o Porto mas não gastávamos metade do orçamento gasto esta época e com resultados... Gostando-se ou não, bateu o recorde de pontos de Mourinho no Porto e golos.. entalando o ego dos nossos rivais da segunda circular! Se o queria de volta, não! Se gostava do trabalho no geral sim! O problema dele é o tipo de discurso, mas em gestão de recursos foi provavelmente o melhorzito (excluindo o uso em excesso de Filipe Augusto). Mudou de 442 para 451, adaptou quando teve de adaptar e a verdade é que teve uma média de campeonatos superior e mais uma vez ganhando a quem supostamente tinha "mãos para o Ferrari", nada mau!


Após exaustão do seu discurso e muito provavelmente a maneira de como tirou Luisão do balneário, levou ao mau futebol na última época dele a meu ver e a consequente saída após derrota com o Portimonense. Depois veio alguém que demonstrava conhecer os valores do Benfica, alguém que duma assentada meteu 5 miúdos na Liga Europa e de dar uma grande lição de futebol em Portugal e humildade. Usando as conferências de imprensa no pré e pós jogo para se falar de futebol. Usou uma táctica já muito conhecida em Portugal e fez com que as peças todas trabalhassem com um propósito comum! Mas mais que isso, olhou ao que tinha e fez o que podia e isso é outra função de um bom treinador! Em vez de se pôr a contratar, primeiro observar o que se tem e fazer algo daí e contratar pontualmente! Mas mais uma vez a direção olhou ao futebol do Benfica e pensou que teria de se vender num mercado onde já se havia faturado 100M entre vendas (de Jiménez e Jovic) e empréstimos...


O que por um lado demonstra uma grande força no marketing no Benfica demonstra no mínimo, uma falta de senso no que trata de gerir desportivamente. Já não sendo este um caso virgem, foi o mais escandaloso no sentido em que entram recursos financeiros e pouco se faz para colmatar atempadamente as saídas e pior deixa-me sair ao mesmo tempo o único génio que a equipa tinha, Jonas.


Mas até que ponto anda o Marketing, Gestão financeira e Gestão desportiva de mãos dadas no Benfica? Não andam! Cada área puxa para seu lado e quem aqui deveria ter um plano para todos seguirem restarem orientados expôs aos olhos de um cego a quando das eleições não propôs plano nenhum e ao contrário do que se pensava, asfixiou os candidatos, usando os canais do clube, mostrou-se aos amigos televisivos e apostou única e simplesmente em falar no passado! Esse era o plano. O plano é exposto agora que é dar o dito por não dito, fazer o que se prometi nunca ser feito atirar aos sete ventos uma saúde desportiva conseguida em prol de uma ideia vaga de resultados sem perceber o custo dos mesmos!