leaderboard.gif

Encantos e desencantos de um Benfiquista do norte


1990, Carrazeda de Ansiães. 449 km à Luz. Tarde demais para testemunhar a glória europeia,

cedo demais para ter uma infância feliz.


Foi mais ou menos assim que este vosso consócio cresceu: com algum terror das segundas de

manhã, confuso entre a realidade do quotidiano futebolístico e as histórias de grandes

clássicos na Luz, dos 4-4 em Lerverkusen, naquela bancada, dos posters gloriosos e

triunfantes que forravam a velha carpintaria, herdadas pelo sangue de uma indefectível

devoção ao Sport Lisboa e Benfica.


Não podia conformar-me com aquela disparidade entre o que via e o que ouvia. Pedia A Bola,

mesmo antes de saber ler; fazia relatos imaginados num pequeno microfone; a bandeira que

hoje me acompanha aos jogos tem um pequeno rasgão, de êxtase, às voltas pela Vila numa