leaderboard.gif

Mendes & Vieira Lda

Sim, eu sei. Mais um texto sobre Jorge Mendes e a sua relação com o Benfica, que mais há para dizer que já não foi dito?


É inegável que o superempresário tem sido um parceiro estratégico do clube nos últimos anos e que temos feito alguns negócios interessantes graças à sua influência. Entendo que o Benfica privilegie determinados parceiros que demonstrem ao longo dos anos merecer a confiança depositada e a verdade é que Jorge Mendes, goste-se ou não, percebe muito de futebol. Consegue agarrar os melhores jogadores desde tenra idade e tem uma lista incrível de clubes sob controlo que, curiosamente, parecem sempre fazer muitos negócios entre si.



Que Jorge Mendes aproveite os jovens valores que têm saído da formação e a vontade de DSO em fazer lucro rápido entende-se, ele é empresário e o seu trabalho é gerar lucro com transferências. Ao empresário português não lhe interessa que os jogadores fiquem muito tempo no mesmo clube porque isso não gera mais valias… até aqui tudo bem. O problema surge quando isto entra em conflito com o projecto defendido por LFV: se a ideia actual no Benfica é manter os jovens jogadores o maior tempo possível no clube, como o esperam conseguir tendo como parceiro estratégico um empresário cujo único interesse é vender enquanto o pãozinho ainda está quente? Vai ser difícil, para não dizer impossível, certo?


Não admira, portanto, que os poucos craques que conseguimos formar, e aqui estou a falar de verdadeiros foras de série como João Félix ou Bernardo Silva, por exemplo, saiam do clube antes de fazerem 50 jogos na equipa principal. Sobram as incógnitas ou jogadores medianos que se têm revelado manifestamente insuficientes para elevar o nível do plantel. Que futuro tem um projecto que não consegue, e por vezes parece nem tentar, segurar os seus melhores jogadores? Como vamos chegar a um Benfica à dimensão dos melhores, algo afirmado vezes sem conta pelo Presidente, se temos um parceiro estratégico pronto a puxar o gatilho sempre que aparece um craque no Seixal? É óptimo dizer que recebemos 120M por um jogador, que temos lucro todos os anos e que ninguém rivaliza connosco a nível de receitas, e é mesmo, mas depois no campo, onde o algodão não engana, o que vemos é um Benfica ao nível do seu rival intervencionado e completamente à mercê de qualquer equipa europeia de nível médio.



Afirmo sem qualquer receio: o Benfica tem condições para varrer o campeonato durante 10 anos seguidos de forma concludente e colocar-se em posição de ganhar, pelo menos, uma Liga Europa se colocar o projecto desportivo no topo das prioridades! Infelizmente parece que a estrutura directiva, e alguns sócios com medo de fantasmas, contenta-se com pouco (sim, à dimensão do Benfica isto é pouco!) e em bater recordes de transferências. O Benfica não só vende os seus melhores jogadores numa face muito precoce como não investe no plantel compensando aquelas saídas com jogadores de qualidade. O que temos visto são aquisições feitas numa lógica quase exclusiva de lucro a curto prazo. Que sentido faz isto?


Mas há mais.

Se consigo entender a nova lógica empresarial do futebol e a importância do equilíbrio das contas do clube, porque isso é a base que sustenta tudo o resto, não consigo compreender as contantes mentiras com que somos brindados. Não só não entendo como não aceito!


O negócio Vinícius é mais um exemplo cabal das mentiras que vão sendo ditas aos sócios de forma completamente infantil. LFV afirmou em assembleia e na TVI que Jorge Mendes não tinha nada a ver com o negócio, que esteve com ele em Nápoles mas não teve qualquer intervenção. Foi mesmo assim?

▶ Não foi Jorge Mendes a levar Vinícius para o clube italiano? fonte

▶ Os empréstimos ao Rio Ave e Mónaco, clubes "amigos", foram coincidência? fonte

▶ Porque fizemos um negócio de valores muito semelhantes, e claramente inflacionados, ao que traria Pedro Neto e Bruno Jordão para a Luz? Mais uma coincidência? fonte, fonte e fonte

▶ 5 meses depois da transferência chega a confirmação que afinal Vinícius faz parte da família Gestifute. Outra coincidência? fonte


Acharão que somos todos parvos? O Presidente foi enganado por Jorge Mendes? Em que ficamos? Porque continuam a insistir na mentira contante que corrói o clube e mina a relação entre a estrutura directiva e os sócios e adeptos? O que estão a esconder?


Estas mentiras constantes fazem-me duvidar do benefício desta relação e é absolutamente impossível achar que tudo isto é normal. Por muito que me esforce por entender toda a lógica por trás destas situações, porque quero acreditar na benevolência das pessoas, a única conclusão a que consigo chegar é que Jorge Mendes instalou uma rede de influência em vários clubes europeus, da qual o Benfica faz parte, e o preço a pagar para fazer parte do clube é a subjugação às suas vontades e necessidades. E se há coisa que sabemos acerca de Jorge Mendes, ou qualquer outro empresário, é que este só se interessa com o seu benefício e em obter o maior lucro possível, custe o que custar, e por isso é urgente fazer uma análise séria a esta relação e perceber quem é o maior beneficiado e quais os riscos associados.


Neste momento tenho sérias dúvidas que o Benfica precise de um parceiro nestes termos porque o projecto do Benfica europeu made in Seixal não é uma utopia, é uma ideia válida e essencial para o futuro do clube. Mas para lá chegar é necessário controlar a influência de Jorge Mendes, manter os melhores valores da formação (e não apenas os que não são craques), adicionar algum talento comprovado do exterior, como Aimar e Saviola no passado, e abandonar o discurso populista.


Se não houver um equilíbrio entre estes factores nunca teremos o Benfica que almejamos: temível a nível desportivo, unido em torno de um objectivo comum e orgulhoso do passado e presente.

© 2020 Benfica Independente

Contacto:

  • Branco Facebook Ícone
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram