leaderboard.gif

Uma Carta de Amor

Lisboa, 28 de Fevereiro de 2020


Benfica,


Hoje escrevo-te porque sei que podes não estar a passar um bom momento (eu também não estou nos meus melhores dias, confesso), mas também sei que é nestas alturas que temos de nos apoiar um ao outro, como tenho feito nos últimos anos.

Ao longos destes 30 anos de amor em comum, quero desde já agradecer-te.

Agradeço-te teres-me acolhido de braços abertos num momento tão crítico da tua vida. Mas é assim que as relações ficam mais fortes, acredito. Se assim não fosse, era impossível que aquela miúda (hoje mulher) que entrou pela primeira vez no Estádio da Luz no ano de 1995 se tivesse apaixonado por ti da maneira que se apaixonou.

Não te consigo pôr em palavras o que me fez fixar o olhar naquele gigante de betão, nem o que me fez perder de amores pelas camisolas vermelhas no relvado. Não sei explicar o porquê de me sentir bem e em casa, mesmo estando longe da minha casa.

No fundo sei, hoje, que tinha de ser assim e não poderia ser de outra maneira. Que o meu destino era encontrar-te e Amar-te.

Hoje a 28 de Fevereiro de 2020, fazes 116 anos e por isso escrevo esta carta para te dar os Parabéns meu Amor.

Parabéns por tudo o que conquistaste ao longo destes anos e por tudo o que ainda há-de vir.

Obrigado por estares sempre presente nos momentos mais importantes da minha vida, por me dares tanto em tão pouco tempo, por em tempos menos bons teres sido tu a dares-me a razão de viver, pelas pessoas que se cruzaram na minha vida pelo simples motivo de te amarem como eu, pelas lágrimas, pelos sorrisos genuínos e pelo amor.

Obrigado por me fazeres abstrair das dificuldades que a vida me vai pondo na frente.