leaderboard.gif

L'auberge espagnole🎬

S/S Benfica 2011/12 Home


Esta é camisola que marca os 50 anos do bicampeonato europeu conquistado ao Real Madrid. No interior há uma foto comemorativa e o símbolo do Benfica foi tingido de dourado, com duas estrelas e com rebordo em forma de palheta de guitarra.

Regresso ao decote em bico e pela primeira vez temos o patrocínio enquadrado com o design da camisola: caiu a cor da marca do patrocinador e MEO passa a estar escrito a branco sob o fundo vermelho da camisola (algo muito reinvindicado em vários fóruns Benfiquistas e que passou a ser a nossa realidade a partir desta época.

A nível desportivo, foi o ano do arranque bruto do Nolito, Aimar, Cardozo, Witsel, Garay e Rodrigo (que ficou em S. Petersburgo) mas também da casmurrice de Emerson, Capdevila sem calçar e do reforço de inverno Yannick Djaló.

Daquele golo de Javi Garcia para a Taça e dos 5 pontos de desvantagem mandados para o espaço com uma derrota em Guimarães, empate em Coimbra e derrota em casa com o Porto de Maicon após ter estado a ganhar por 2-1, fazendo do Porto bicampeão.

Mas a história que tenho associada a esta camisola é melhor do que tudo o que foi escrito até aqui: é a história em como conheci o Carlos e ele se tornou sócio do Benfica.


A história começa simples: recebi uma mensagem via twitter de um jovem galego a fazer erasmus em Lisboa a perguntar como seria a melhor maneira de ver jogos do Benfica.

Encontramo-nos algumas vezes, bebemos umas sagres e fomos partilhando algumas histórias de futebol e interesses comuns. Dei-lhe alguns bilhetes de oferta, arranjei-lhe a camisola deste ano a preço reduzido e, vendo o seu interesse crescente pelo Benfica, ofereci-lhe um kit sócio para que ele imortalizasse a sua paixão recente pelo Benfica.