leaderboard.gif

O início do sonho europeu


Na semana passada foi escrita mais uma página dourada na história do Sport Lisboa e Benfica. A equipa de voleibol conseguiu a tão ambicionada qualificação para a Fase de Grupos da CEV Champions League.


É apenas a terceira vez na história que o voleibol do Benfica irá participar na maior competição de clubes na modalidade, sendo que a última das quais, já foi na longínqua época de 1991/1992. No formato actual, o Vitória SC foi o único clube português a marcar presença na Fase de Grupos da Champions, tendo na altura conseguido chegar aos oitavos-de-final da competição.


No entanto, o verdadeiro desafio irá iniciar agora. Agora, o Benfica estará na mais alta roda do voleibol europeu. Por isso, irei fazer aqui um balanço do desempenho da equipa de Marcel Matz nas pré-eliminatórias, bem como falar um pouco das equipas que irão defrontar o Benfica na Fase de Grupos.




Quando aqui fiz a antevisão da época da equipa de voleibol, mostrei-me bastante optimista quanto às possibilidades do Benfica vir a alcançar a fase de grupos, visto que tinha conseguido evitar o Vojvodina Novi Sad nas pré-eliminatórias. A equipa sérvia que nos derrotou na final da Taça Challenge em 2014/15 era de longe, a equipa mais forte a competir nas pré-eliminatórias, acabando por conseguir sem surpresa, a restante vaga na Fase de Grupos.