leaderboard.gif

Que sejas campeão, Benfica

Desde os meus 16 anos que sou cliente assíduo na Luz. Digo cliente porque nos últimos anos temos visto algo que nunca pensei que fosse possível no Benfica, pelo menos naquele que idealizei. Sócios viraram clientes, paixão virou negócio e o inferno da Luz virou cinema.


Finalmente, nos últimos tempos, tem-se andado a perder o medo de falar nestes assuntos. O ambiente que se vive nos jogos na Luz é o assunto que mais preocupa. Não nos afeta só a nós, sócios e adeptos. Afeta a equipa e o rendimento nos jogos. Estamos a quatro jogos de celebrar o quinto campeonato em seis anos e o que se vive na Luz é surreal. Em vez de empurrar a equipa nos momentos difíceis, colocamos mais peso nos ombros dos jogadores. A tão aclamada onda vermelha não é só esgotar todos os estádios onde jogamos fora. Por falar em esgotar, alguém sabe do paradeiro dos mais de cinco mil lugares cativo que não aparecem na Luz? Nem nos momentos decisivos? Agora, esgotar a Luz significa que estão 57 mil presentes. Ontem assistimos a mais um ponto marcante na curva descendente que é o ambiente na Luz, a receção à equipa na rotunda Cosme Damião. Aquela rotunda em bons tempos viu milhares de adeptos fazerem receções eufóricas e despedidas arrepiantes à equipa e agora, estes mesmo adeptos, são corridos pela polícia aquando da chegada do autocarro. A estrutura do Benfica achou que meter cheerleaders, umas quantas bandeiras e a palavra reconquista ia ser igual ao apoio apaixonado dos benfiquistas. Deixem apoiar os poucos que ainda o fazem.


Outra coisa que me mete confusão é o momento em que o Benfica marca golos. Ainda a bola não beijou o fundo das redes adversários e já se ouve o speaker do estádio. Os golos do Benfica é dos poucos momentos onde as bancadas em que não estão os grupos organizados se fazem ouvir e se levantam das cadeiras. Deixem esse momento perdurar e não metam o speaker a abafar este momento natural com pedidos de aclamação ao jogador que marcou vezes e vezes sem conta. Mais importante do que gritar por quem marcou o golo, é gritar pelo Benfica. Espero que o apoio nos dois jogos que faltam em casa seja empolgante, que empurre a equipa para a vitória e para a tão desejada reconquista.


Que sejas campeão, Benfica.


▶ Texto enviado por João Umbelino

Queres publicar um texto no Benfica Independente? Carrega aqui

© 2020 Benfica Independente

Contacto:

  • Branco Facebook Ícone
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram