leaderboard.gif

Todos Diferentes, Todos Iguais

Portugal está doente! Portugal que sempre foi um país com os setores primários e secundários frágeis e incipientes vê hoje no turismo e no crescente mercado interno uma solução fácil mas, infelizmente, não deixamos de ser um país pobre, um país doente. Portugal é pobre, tem recursos limitados e as habilitações académicas são baixas, e, também por isso, estamos mais vulneráveis à doença.


A culpa é sempre do outro: do estrangeiro, do imigrante, do preto, do cigano, do tripeiro, do lampião, do político. A culpa é de todos menos nossa. E, assim, surge o ambiente perfeito para os populistas e para os discursos anti-sistema. Culpemos o sistema esquecendo que tal não existe enquanto organismo autónomo.


Hoje, a culpa é do grupo de adeptos que insultou Marega. Hoje, a culpa é dos vários intervenientes que pactuaram com o que aconteceu. Hoje, a culpa é dos vários comentadores que desculpabilizam o que aconteceu. Hoje, a culpa é de todos os que não apontaram os dedos noutros casos porque a camisola era outra. Hoje, a culpa é de todos aqueles que preferem fazer discursos bonitos em vez de mudar algo. Hoje, a culpa é do todos.


Andamos todos a fingir há anos que a doença não existe, todavia ela é antiga, ela é estrutural, é quase uma segunda pele. Somos racistas. Portugal é racista. E também é campeão nas desculpas para tal facto.